terça-feira, 31 de março de 2009

Virou folia

Os deputados estaduais amanheceram avisando que na sessão de hoje iam mostrar tudo que tem de errado, ilegal e imoral na Secretaria de Saúde, e que tudo indicava para a criação de uma CPI.
O povo correu para a Assembléia e lotou as galerias. E o que viu e ouviu lá? Sobre saúde absolutamente nada. Sobre folia, quase tudo.
Os nobres parlamentares usaram a sessão para jogar todos os confetes e serpentinas na escola de samba Piratas da Batucada que comemora hoje 36 anos de fundação, com direito ao presidente da escola, Gilson Rocha, usar a tribuna para contar a história da agremiação carnavalesca e listar os títulos conquistados.
Ao final da sessão, um deputado garantiu que fará uma emenda ao orçamento do Estado destinando R$ 100 mil a Piratas da Batucada para a construção de seu barracão.
E viva o carnaval!

Minha avó já dizia que

aqui se faz, aqui se paga.

Tá no jornal "O Globo"

Senador do PMDB emprega oito parentes de assessor no gabinete
Maria Lima e Adriana Vasconcelos

Mais um caso de desvio de função, para atendimento de interesses eleitorais, foi identificado no Senado. O advogado Fernando Aurélio Aquino assinou 105 ações em defesa da coligação do senador José Sarney (AP), candidato à reeleição pelo PMDB, e Waldez Gois, candidato do PDT ao governo do Amapá, no mesmo período em que era contratado como chefe de gabinete de um aliado dos dois candidatos, o senador Gilvam Borges (PMDB-AP). No gabinete de Gilvam trabalham Aquino e mais oito parentes: pai, mulher, irmãos e cunhados.

Denunciado pelo GLOBO quando o Supremo Tribunal Federal (STF) proibiu a contratação de parentes com cargo de chefia, Aquino foi exonerado da função de chefe de gabinete para manter os parentes contratados.

Como é concursado, continua no gabinete de Gilvam, mas como assessor parlamentar.

O pai do funcionário, Tersandro Benvindo de Aquino, não aparece no gabinete. Cuidaria de acompanhar projetos do senador nos ministérios. Leila Carla Caixeta de Sá Aquino, mulher de Fernando Aquino, lê cartas com convites e pedidos de eleitores; Francisco Hélio de Azevedo Aquino, irmão de Fernando, lê os e-mails; Mirian de Azevedo Aquino, irmã, é recepcionista e atende o telefone; Ana Lucia Albuquerque Rocha Aquino, cunhada, casada com João Benvindo de Albuquerque Filho, despacha ofícios aos prefeitos (o marido é motorista). Rodrigo Furtado Caixeta, cunhado, faz fotos e entrevistas com o senador para imprensa regional; Levy Carlos Caixeta de Sá, cunhado, cuida de assuntos de orçamento.

“Eles trabalham para valer”, alega assessora de Gilvam Segundo a assessoria de Gilvam, não há troca de favores com o advogado, e ele teria atuado na campanha nas férias.

— O Fernando não tem constrangimento com a contratação dos parentes porque a máquina do gabinete só está azeitada porque eles trabalham para valer.

E não se trata de contratação para troca de favores, porque o Fernando advogou para o Sarney e o senador Gilvan. Ele estava devidamente licenciado e de férias na época — declarou Cláudia Gondin, assessora de imprensa de Gilvam Borges.

Segundo ela, não há impedimento legal em relação à súmula antinepotismo, porque os parentes não têm laços de sangue com o senador.

— Tenho muito orgulho de ser irmã do advogado Fernando Aquino. Não só porque ele me arrumou esse emprego — concordou Mirian, irmã de Fernando, que é bacharel em Direito, mas trabalha como atendente de telefone e recepcionista.

Em relação ao afastamento de Aquino, para atuar como advogado da chapa Sarney/Waldez em 2006, tramita no Tribunal Superior Eleitoral ação impetrada pelo PSB do Amapá pedindo a cassação do senador e do governador, por denúncias de abuso de poder político e econômico.

Segundo fontes locais, Aquino assinou 105 ações, entre agosto e outubro de 2006, em nome dos dois, a maioria contra jornalistas.

As irmãs Alcinéa e Alcilene Cavalcante, por exemplo, já têm uma dívida milionária: Alcinéa foi condenada a pagar indenizações que chegam a R$ 1.032,747 e Alcilene, R$ 25.000,00.

A Lei Eleitoral (9504/97) proíbe “ceder servidor público ou empregado da administração direta ou indireta federal, estadual ou municipal do Poder Executivo, ou usar de seus serviços, para comitês de campanha eleitoral de candidato, partido político ou coligação, durante o horário de expediente normal, salvo se o servidor ou empregado estiver licenciado”. Sarney e Waldez alegaram que Aquino estava de férias. O caso, arquivado no TRE, está no TSE.

Bom dia!

“Temos que aprender a viver todos como irmãos ou morreremos todos como loucos.” (Luther King)

Estão roubando tudo

O deputado Dalto Martins (PMDB) - que é médico - denunciou ontem que roubaram um aparelho do setor de oftalmologia do Hospital Alberto Lima no valor de cem mil dólares.
Semana passada, o deputado Camilo Capiberibe (PSB) denunciou que da farmácia do mesmo hospital roubaram praticamente todo o estoque de um medicamento usado no tratamento de câncer, cuja caixa com vinte comprimidos, custa R$ 850.
Há denúncias também de roubo de remédios para o tratamento de hanseníase e tuberculose.
Se a coisa continuar assim, qualquer dia esse pessoal é capaz de roubar até o prédio do hospital, colocando rodinhas nele para facilitar o transporte.

Ratos

Numa visita que fez ao hospital Alberto Lima o deputado Moisés Souza quase é atropleado por um batalhão de ratos que passeavam, entre grande quantidade de cocô, na cozinha - que está interditada.
Não. Você não leu errado. Na cozinha do hospital tem rato e merda. Rato de quatro patas, bem entendido. Os de duas patas andam e afanam na farmácia e nos setores onde há aparelhos e equipamentos caríssimos.

Oficinas de jornalismo do Itaú Cultural

Em parceria com o Sesc e a faculdade Seama, o Itaú Cultural traz duas oficinas de jornalismo a Macapá, que serão realizadas hoje e amanhã na Seama, das 9h às 18h.

Eliana Brum, repórter especial da revista Época, ministra hoje a oficina de jornalismo cultural Em Busca do personagem: um olhar singular, onde vai enfatizar que este olhar deve ser livre de clichês, do óbvio e do mero exótico. Ela vai abordar também a pesquisa e a escolha do personagem, técnica da entrevista e a transpiração na produção do texto.

Amanhã o assunto é blog. O jornalista, blogueiro e professor do departamento de comunicação da Universidade Federal do Espírito Santo, Fábio Malini , ministra o oficina Blogs, estilos textuais e a construção da reputação em rede, com exercícios de produção de textos para blogs, técnicas de construção de reputação e relevância em blogs.

Malini vai fazer um apanhado geral da blogosfera brasileira e discutir a blogosfera tucuju, mostrando os diferentes formatos e estilos dos blogs.
Ele - que já acompanha os blogs tucujus desde a época do "Xô Sarney" - participou de um encontro com blogueiros ontem à tarde na cafeteria Tom Marrom. Foi um papo gostoso, descontraído e rico. E eu estava lá e fotografei, claro.

Ontem no Tom Marrom: Alípio Junior, Patrique Lima, Alcinéa Cavalcante, Fabio Malini, Dulcivânia Freitas, Alcilene Cavalcante e Kiara Guedes

Notícia boa

O jornalista Corrêa Neto recebeu alta ontem do Hospital São Camilo, onde estava internado desde o dia 22 por causa de uma forte virose.
Corrêa já está firme e forte e hoje ou amanhã volta a atualizar o seu sítio.

Notícia triste

Morreu ontem em Belém a empresária Márcia Rodrigues. Ela estava em coma no CTI do hospital Porto Dias desde o dia 21 quando foi baleada na nuca durante um assalto. A empresária passou por duas cirurgias - uma para retirar a bala que estava alojada na cabeça e a outra para estancar uma hemorragia - mas não resistiu.

segunda-feira, 30 de março de 2009

É bom lembrar que ...

"A função do assessor de imprensa é essencialmente ética.
Suas ferramentas de trabalho são os fatos amparados pela verdade"

(Moacir Loth)

Do meu jardim

para perfumar a tua semana

MEC quer acabar com o Vestibular

Do G1:
MEC propõe nesta segunda trocar vestibular de federais por novo Enem

O Ministério da Educação apresenta hoje, 30, proposta a reitores de universidades federais para substituição do tradicional vestibular por um novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A ideia é unificar o acesso às vagas em 55 universidades federais, mas as particulares também poderiam aderir ao sistema.

A intenção, de acordo com o ministro da Educação, Fernando Haddad, é selecionar quem está mais bem preparado. "Os vestibulares da maneira como são feitos hoje mais desorientam do que orientam em função da ênfase, sobretudo, na memorização e na informação e pouca ênfase na formação e na capacidade analítica dos estudantes", disse.

O presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Amaro Lins, destacou que para a mudança vigorar, os reitores precisam aderir. "É importante frisar que as universidades federais têm plena autonomia. Então, elas não são obrigadas a participar do sistema”, disse.

Pela proposta do governo, a mudança seria colocada em prática a partir do ano que vem. (Leia mais)

Olha só o nível

"Se tiver que ir pra porrada eu vou pra porrada"
(Prefeito Roberto Góes)

Como vocês sabem na quinta-feira, 26, os guardas municipais fizeram um protesto na frente da Prefeitura de Macapá e depois invadiram o gabinete do prefeito exigindo o pagamento de horas extras e adicional noturno.
Pois bem, os guardas gravaram e filmaram o diálogo, ou melhor o bate-boca, entre eles e o prefeito de Roberto Góes (PDT).
Confira alguns trechos do bate-boca:

Guarda – Prefeito, pague o nosso salário
Prefeito – O salário vai ser pago. Mas o que eu vejo aqui é todo mundo querendo receber seu adicional noturno, a sua hora extra, o que eu acho válido, mas pra quem trabalha!

Guarda – Que somos nós, né?
Prefeito - Porque no final das contas que assina o cheque sou eu e a Helena (vice-prefeita). O que eu falei da minha guarda? Falei que eu queria uma guarda respeitada, uma guarda com autoridade, eu queria uma guarda sem pegar propina, foi isso que eu falei que eu queria…

Guarda – Mas pra isso tem que ter condições.
Prefeito – Isso é desculpa. O que eu quero de vocês é essa disposição para enfrentar o problema e vou enfrentar quanto for preciso. Se tiver que ir pra porrada, eu vou pra porrada (...). Se tiver que fazer greve não tem problema porque eu sei combater greve com greve porque eu fiz isso a vida toda, a Helena também fez. Eu passei 14 anos na Assembléia (Assembléia Legislativa do Amapá) , a Helena passou 20 anos na Câmara (Câmara de Vereadores de Macapá).

Guarda - Na campanha, prefeito, vocês aceitaram e agora…
Prefeito – Aceitaram o que?

Guarda – Aceitaram a proposta do aumento de salário da guarda...
Prefeito – Vocês vão desmobilizar o que vocês fizeram aqui e eu vou conversar com uma comissão. A decisão tá tomada. Duzentos e setenta mil eu não vou pagar.

Guarda - Não é seu filho que vai chorar no final do mês.
Prefeito - Não interessa

Guarda – Todo mundo tem conta pra pagar aqui.
Prefeito – Problema é de vocês. Se vocês quiserem continuar, fiquem; se quiserem paralisar, paralisem. Uma hora irregular, um adicional noturno, a Prefeitura não vai pagar.


O vídeo dessa "reunião" você assiste aqui.

Zé Miguel no Faustão

Vamos mostrar a música popular amapaense para o Brasil?
É fácil. Para que isso aconteça basta um clique.
O negócio é o seguinte: alguém da Paraíba que conhece e gosta da música do Zé Miguel (e quem não gosta?), inscreveu um vídeo dele cantando Pérola Azulada na “Garagem do Faustão”. O vídeo foi classificado e já está postado na página do programa Domingão do Faustão, no site da Globo.com.
Os videos mais votados serão mostrados e o artista será convidado a se apresentar no programa do Faustão.
Já pensou o Zé Miguel deixando esse brasilsão boquiaberto com a música amapaense?
Então, tá esperado o que?
Clica rapidinho
aqui e vota. Não esquece de marcar todas aquelas estrelinhas que tem embaixo vídeo.

Eu já votei.

Ditadura em debate

Em virtude dos 45 anos do golpe de 31 de março de 1964, os acadêmicos de História da Universidade Federal do Amapá (Unifap) realizam na próxima sexta-feira, 3, às 18h no anfiteatro da própria Universidade, um debate com o tema: Ditadura Militar no Brasil: Direito à memória e a verdade.
Os palestrantes são os professores Carlos Alberto, Elias Araújo e Dorival dos Santos.

domingo, 29 de março de 2009

Boa tarde!

Juro que vou descobrir
em que nuvem se esconde
o botão de acender estrelas.
Feito isso
não deixarei nenhuma estrela apagada
- por menor que seja.
Como recompensa
terei teu sorriso
a iluminar minh'alma.
(Alcinéa Cavalcante)

sábado, 28 de março de 2009

sexta-feira, 27 de março de 2009

Tem código de postura?

Por volta das 14 horas os ambulantes começam a chegar na beira-rio.
Sem “nem te ligo” para os motoristas, motoqueiros e ciclistas eles vão ocupando a rua com seus carrinhos de batata frita e caixas de cerveja.
E como se isso fosse pouco, ainda espalham mesas e cadeiras no passeio público e até no meio da rua.



Ô gentinha

Parece que não tem campanha educativa que resolva. O povo não aprende mesmo e continua jogando no rio Amazonas, ali na frente da cidade, tudo que não presta, como pneus velhos, garrafas e copos descartáveis, pedaços de isopor, sacolas plásticas, tampinhas de garrafas, sapatos, caixas, restos de móveis e até aparelhos eletrodomésticos.
Um mutirão coordenado pela secretaria municipal de manutenção urbanística retirou na manhã de hoje toneladas de lixo da orla do Perpétuo Socorro, como essas garrafas aí.

Droga no estepe do carro

Dois homens foram presos ontem à tarde em flagrante, pela Polícia Federal no bairro Novo Horizonte, transportando seis quilos de pasta-base de cocaína escondidos no estepe de um Ford Fiesta Preto, placa NOI-8658. Um dos presos é Weverson Rodrigues dos Santos, vulgo Canela. Ele já havia sido preso em 2005 na “Operação Argus”. O outro é identificado pela PF apenas pelas iniciais A.C.S.G.
Ontem mesmo, depois de prestarem depoimento, os dois foram levados para o presídio.
Além dos seis quilos de pasta-base de cocaína, a PF apreendeu o Ford Fiesta e uma moto Honda Fun, placa NFA-8085.

Pra você

Fui buscar no blog do Rostan para enfeitar o teu dia

Uma merreca da Camargo Corrêa

Uma consulta rápida ao sítio do TSE mostra que uma merreca da Camargo Corrêa caiu em cofres amapaenses na campanha de 2006.
A Construtora - que esta semana foi alvo de uma operação da PF - doou R$ 130 mil para o PMDB-AP.
Para o Maranhão mandou mais que o dobro: R$ 300 mil para a campanha de Roseana Sarney.

Repiquete - 4 anos

Blogueira Alcilene Cavalcante e sua multidão de leitores estão mais felizes que festeiro de marabaixo. Tá todo mundo comemorando os quatro anos do Repiquete – o blog mais antenado e comentado destas paragens.
É leitura obrigatória para quem quer ficar bem informado sobre as coisas – boas e ruins – que acontecem no Amapá.
Parabéns, Alcilene, pelos quatro anos do Repiquete e parabéns pra nós que temos o privilégio de ter você na blogosfera.

E no rádio

Reginaldo Borges comemora seis anos do programa “O Estado é Notícia”, levado ao ar de segunda a sexta-feira, das 12h às 13h30 na Antena 1. A festa vai rolar o dia inteiro, no espaço cultural da Antena.
Faz parte da programação um recital de música que vai marcar, além do aniversário, a volta de Reginaldo Borges ao mundo musical. Pra quem não sabe, o jornalista toca clarinete e fez parte da banda Oscar Santos. Depois abandonou o instrumento por uns tempos, mas numa de suas viagens internacionais despertou de novo para a música instrumental. Trouxe na bagagem dois clarinetes e o desejo de voltar a tocar. Nos últimos três meses dedicou-se com afinco ao instrumento e o resultado você pode conferir hoje no espaço cultural da Antena 1, onde Reginaldo – acompanhado de outros excelentes músicos – vai tocar o que há de melhor na música popular brasileira.

Enquete

Atendendo sugestão de vocês, a partir de hoje tem enquete no blog.
A primeira é para saber sua opinião sobre a CPI da Vigilância proposta pelo deputado estadual Moisés Souza e que resultou na exoneração do seu mano Marcos Reátegui de Souza da Procuradoria Geral do Estado, apesar dos palacianos jurarem que a exoneração não tem nada a ver com o "atrevimento" do deputado.
A enquete está aí ao lado, na parte superior. Vai lá e vota.

Inocentes

Meu amigo advogado e jornalista Carlos Lobato e o empresário e engenheiro Glauco Cei foram inocentados pelo Ministério Público Federal no processo resultante da Operação Pororoca.
Agora quem se atrever a chamá-los de “pororoqueiros” poderá ser processado. Afinal, a inocência dos dois já foi provada e reconhecida pelo MPF.

Guarda municipal

O prefeito Roberto Góes ficou mais arrepiado que gato de desenho animado quando viu o valor da folha de pagamento da guarda municipal: R$ 270 mil só de hora extra e adicional noturno. Cortou tudo.
Até que cheque direitinho quem realmente faz hora extra e trabalho noturno, os guardas municipais vão ficar recebendo só o salário base.
A corporação não gostou e fez o maior auê ontem na frente da Prefeitura. Roberto Góes aproveitou o momento e exonerou o comandante da Guarda, Fernando Lourenço.

Para comandar a Guarda, Roberto Góes vai nomear o coronel-PM Ubiranildo Macedo, ex-deputado estadual. Vai ter problemas. Os guardas municipais já avisaram que não vão aceitar ser comandados por um militar que eles nem conhecem. Querem no comando um membro do efetivo da corporação.

ATUALIZAÇÃO ÀS 11h - Ubiranildo Macêdo acaba de tomar posse no comando da Guarda Municipal.

E o povo canta para os senadores

"Chega de tentar dissimular e disfarçar e esconder
O que não dá mais pra ocultar e eu não posso mais calar
Já que o brilho desse olhar foi traidor
E entregou o que você tentou conter..."

Nando Reis hoje em Macapá

O cantor e compositor Nando Reis faz show hoje em Macapá, a partir das 22h no Ceta Ecotel, encerrando as atividades do projeto Eu Faço Cultura.
Você não perder, né?

Bom dia!

Ele veio sem pressa.
Caminhando entre estrelas.
Parando aqui e acolá
para orvalhar uma ou outra roseira.
Quando chegou
tinha os cabelos molhados de luar.
E no bolso esquerdo um raio de sol
que depositou nas minhas mãos
com tanta ternura
como quem deposita um beijo.
Por isso
acordei
com este brilho no olhar.
(Alcinéa Cavalcante, do livro "Varal")

quarta-feira, 25 de março de 2009

Tô tentando mudar algumas coisinhas aqui no blog.
Aceito sugestões.

Dá pra reconhecer?

A foto é do arquivo particular do José Façanha e registra a solenidade de colação de grau de uma turma do curso ginasial, no Cine Teatro Territorial. O ano é 1958 ou 1959.
Você sabe quem são os formandos? Por onde estão e o que fazem hoje?

Só lari-lari

Tá fazendo uma semana que o presidente do Senado anunciou que ia cortar pela metade os cargos de diretores, que hoje são 181.
Pois bem, até agora não fez essa redução e nem exonerou nenhum dos cinquenta cujos nomes foram divulgados pelo próprio Senado semana passada.
Se duvidar acabam mesmo é criando mais diretorias, pois descobriu-se que está faltando ali uma diretoria para tratar de tintura para cabelo e bigode.

Tá no Estadão

Ex-diretor reservava 150 vagas para ratear entre senadores

Rosa Costa, de Brasília

Além de identificar 203 cargos de confiança na diretoria-geral do Senado, a faxina que está sendo feita na Casa descobriu que o ex-diretor Agaciel Maia reservou 150 dessas vagas para os senadores preencherem.

Parlamentares atribuem ao uso dessa cota o aval concedido pela Mesa Diretora do Senado às propostas de multiplicação de cargos que se concretizaram nos 14 anos em que Agaciel comandou a máquina administrativa da Casa. A distribuição de cargos está na origem do poder do ex-diretor.

É o caso do aumento dos cargos de diretoria, a ponto de a instituição superar uma multinacional de grande porte, com 181 postos, sendo mais de 70% deles criados na segunda gestão do senador José Sarney (PMDB-AP) na presidência da Casa, de 2003 a 2005.

O resultado é que a capacidade de contratação autorizada do Senado é de mais de 13 mil servidores, sobretudo dos chamados cargos de confiança. Isso é possível graças a mecanismos das resoluções vigentes que permitem multiplicar as atuais 2.864 vagas oficialmente ocupadas por servidores comissionados. Cada um desses cargos pode ser desdobrado em outros de salários menores.

Os ocupantes dessas vagas comissionadas não são submetidos a concurso público e nem precisam apresentar grau de escolaridade. A única exigência é que atendam às expectativas do senador que o contrata e de seu gabinete.

As resoluções autorizam, por exemplo, cada um dos gabinetes dos 81 senadores a contratar 88 servidores: 79 comissionados e 9 efetivos. Já os gabinetes extras, dos líderes e dos componentes da Mesa Diretora, podem empregar 92 servidores, 83 de confiança e 9 efetivos.

O número de contratados aumenta na presidência do Senado, chegando a 194, 8 do quadro efetivo e 186 de confiança. O primeiro-secretário pode contratar 100 pessoas, 91 comissionados e 9 de confiança. A multiplicação ocorre quando um salário de R$ 9,7 mil é dividido por seis servidores, por exemplo.

Apelo
O líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), fez ontem um apelo aos integrantes da Mesa para que reduzam o número dos cargos comissionados. Ele lembrou que iria apresentar um projeto de resolução com a medida, mas foi informado que somente a comissão diretora pode adotá-la.

"Jamais vi o Senado envolvido numa crise tão grave", afirmou. "Tenho a impressão que se dermos essa satisfação, estaremos recuperando a paz para trabalhar e votar matérias que tenham a ver com o enfrentamento da crise."

José Sarney disse que as sugestões "foram bem-vindas". O líder do DEM, senador José Agripino Maia (RN), apoiou a iniciativa de "enxugar a máquina administrativa, que tem incorreções que necessitam ser corrigidas".

Racha no PT (de novo)

Tá no blog do Everson:
Os bastidores da política santanense estes dias vão dar o que falar, podem esperar que vem muita disputa política por aí. Está quase certa uma ruptura definitiva entre a deputada federal Dalva Figueiredo e o prefeito Antônio Nogueira. Hoje as duas figuras políticas são as maiores lideranças políticas da corrente Construindo um Novo Brasil (CNB), antigo campo majoritário, no estado do Amapá. (Leia mais)

Pois é, gente, o prefeito Antônio Nogueira quer porque quer ser candidato a governador. E mais: quer o PT coligado com o PSB, do ex-senador João Alberto Capiberibe. E, claro, que a Dalvinha - a toda-poderosa do PT no Amapá e amiga do Lula - não deixará em hipótese alguma. Dalva quer garantir sua reeleição de deputada federal e para o governo vai apoiar quem o governo mandar. Do Capiberibe, Dalva quer uma distância maior que aquela entre o diabo e a cruz.

terça-feira, 24 de março de 2009

Extra! Extra!

A Polícia Militar apreendeu hoje à tardinha R$ 350 mil em notas falsas numa casa na zona norte de Macapá. O "dono" da "grana" foi preso.
O caso foi entregue à Polícia Federal e dizem que tem gente graúda envolvida no esquema.
Assim que eu conseguir mais informações conto pra vocês.

Notícias do Corrêa Neto

O jornalista Corrêa Neto saiu da UTI hoje ao meio dia. A infecção está sob controle e o quadro geral apresenta significativas melhoras. Por recomendações médicas, as visitas serão restritas a, no máximo, duas pessoas por vez. “No momento ele precisa de muito repouso para não sobrecarregar o coração”, disse Márcia Corrêa.

Ó, coitados

Da coluna do Cláudio Humberto:

O senador Papaléo Paes, tucano do Amapá, ocupou ontem a tribuna do Senado para se solidarizar como os “injustiçados” diretores que labutam arduamente nos aeroportos e fiscalizando obras em imóveis funcionais.

PF deflagra operação 9mm

Setenta policiais federais e vinte policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) deram cumprimento a 13 mandados de busca e apreensão e nove mandados de prisão preventiva expedidos em desfavor de uma quadrilha que facilitava fugas dentro do Instituto Penitenciário de Macapá – Iapen, além de traficar armas e drogas.
Durante as investigações, constatou-se que alguns policiais militares que trabalhavam no presídio facilitavam a fuga de presos mediante pagamento de suborno. Depois da fuga, os policiais vendiam armas aos foragidos. Há indícios de que as armas tenham sido usadas em ações criminosas nos Estados do Maranhão e do Pará.
Após seis meses de investigação, ficou comprovado que pelo menos três fugas foram facilitadas pela quadrilha, colocando oito presos para fora do Iapen. Uma delas ocorreu dia 11/11/2008, as outras aconteceram dia 1/01/2009 e 4/2/2009.
Além de três policiais militares, foram presas também seis pessoas envolvidas com o pagamento de subornos aos policiais, com a venda de armas e o tráfico de drogas.
Nas buscas efetuadas na manhã de hoje foram encontradas armas, como fuzil calibre 222, revólver, munições e colete balístico. Também foi encontrado um quilo de maconha.
(Comunicação Social – PF/AP)

Turismo é?

Ouvi uma autoridade dizer que aquelas espeluncas da frente da cidade podem e devem ficar abertas até o amanhecer porque aquela área é um ponto turístico.
É... ali os pedófilos fazem turismo e arrastam para os motéis meninos e meninas de 12, 13 e 14 anos que frequentam aquela currutela para se embriagar e cheirar cola.

Artigo


Dia Mundial da Floresta - Uma Reflexão Necessária

Alcione Cavalcante *

A história recente da humanidade está fortemente relacionada à supressão das florestas nativas do planeta, em especial para atender a demandas cada vez maiores e mais concentradas de grãos e proteínas animais. Na tentativa de despertar na sociedade em geral e produtores rurais e governantes em especial, níveis mais elevados de preocupação para com a importância das funções das florestas, várias chamadas vem sendo realizadas, em especial a criação de datas alusivas ao tema.

Ainda que de eficácia discutível, tal estratégia, vem cumprindo em parte o papel a que se destina, ou seja, levar a reflexão sobre um tema, que mais cedo ou mais tarde vai definir o destino do Homo sapiens sobre a terra. Hoje não se discute mais sua importância das florestas para a estabilidade climática, para conservação da biodiversidade, para a proteção dos solos e nascentes, para a captação e armazenamento de água, para a purificação do ar e retenção de carbono e lazer.

No mundo, chama atenção o Dia Mundial da Floresta, instituído pela FAO. Não por pressão de passeatas conduzidas por meia dúzia de "ecochatos", mas a partir de proposta formulada pela Confederação Européia de Agricultores, cujo objetivo maior era o de "sensibilizar" a população sobre o valor das florestas. Isso ainda em 1972, provavelmente já sob influência de vozes e estudos que balizariam a pioneira Conferência Inter-governamental de Estocolmo.

No Brasil a mais importante iniciativa é a Festa Anual das Árvores, comemorada na Amazônia e no Nordeste, na primeira semana de março, conforme dispõe o Decreto 55.795 de 24 de Fevereiro de 1965.

Ainda que quase meio século nos separe da concepção destas iniciativas, nada há para comemorar neste campo. Estudos da FAO demonstram que o Brasil, entre 2000 e 2005, ostenta o pior balanço florestal do mundo, com déficit de médio de 3,1 milhões de hectares por ano, motivado principalmente pelas elevadas taxas de desmate experimentados na Amazônia. Comparativamente, em segundo lugar, em posição bem distante está a Indonésia, cujo déficit de floresta é de 1,8 milhão de hectares. Pior ainda, segundo e mesma instituição, o Brasil é o responsável por 75% de todo o desmate verificado na América do Sul. Detemos a maior perda, em termos absolutos, de floresta no mundo. Como constatamos, muita semente há que ser semeada, daí a importância dos engenheiros florestais, os "construtores do verde".

* Alcione Cavalcante é engenheiro florestal, ex-secretário de Estado da Agricultura

segunda-feira, 23 de março de 2009

Notícias do Corrêa Neto

Márcia Corrêa, filha do jornalista Corrêa Neto, informa que ele ainda está na UTI, mas já está respirando bem, não está mais inchado, conversa bem e até perguntou o que está rolando na política.
Continuemos em prece para que amanhã ele esteja melhor ainda.

Boa noite!

"Uma estrela corre no céu, rasurando de luz o azul. Durante um breve instante, sinto que o teu pranto escorre em silêncio sobre as lembranças do que eu disse, quando o amor acendia esperanças." (Alcy Araújo)

Chove lá fora...

"e a minha alma se enche de tristezas ao ver as crianças olhando a rua através das vidraças molhadas, loucas por soltarem um barquinho de papel. Sofro com a prisão que a chuva cria para as crianças e para os pássaros que ficam sem voar. A chuva me enche de saudades das coisas que nunca possuí na minha infância, me enche de ausências das coisas que não nasceram, me faz pensar em sóis que não me aquecem". (Alcy Araújo)

Corrêa Neto está internado

Acometido de uma forte virose, que atingiu os sistemas respiratório e gástrico, o jornalista Antônio Corrêa Neto está internado desde ontem à noite na UTI do Hospital São Camilo.
A internação na UTI se fez necessária para baixar a taxa de glicose que estava bastante alta.
De acordo com Márcia Corrêa, sua filha, o jornalista está consciente e se recuperando bem.

Aqui a gente fica torcendo e pedindo a Deus que ele se recupere rapidinho e volte logo ao batente.

Gitas e Gitinhas...

Ex-prefeito João Henrique (PT) já avisou: é candidato em 2010. Tudo indica que ao Senado, pois ele mesmo disse que não vai atropelar a deputada federal Lucenira Pimentel, sua mulher, que será candidata à reeleição.
E nem vai querer ficar longe de sua cara-metade, portanto nada de entrar na disputa por um mandato de deputado estadual.

Como pais e filhos não precisam viver na mesma cidade ou casa, Rosemiro Rocha será candidato a deputado federal para não atrapalhar a filha Mira Rocha que buscará a reeleição como deputada estadual.

Empresário Jaime Nunes - que foi iludido pelo PMDB - vai filiar-se ao PTB. Deve ser o vice em chapa possivelmente encabeçada por Lucas Barreto ao governo do Estado.

Prefeito de Santana, Antônio Nogueira (PT), já confirmou aos mais íntimos seu desejo de disputar a cadeira de governador do Amapá.
Se a Dalvinha deixar. Né não?

E o deputado federal Evandro Milhomem (PCdoB) diz que nem passa pela cabeça dos comunistas lançar candidato ao governo ou ao Senado. Vão fazer o governador Waldez Góes (PDT) mandar.
É... já não se fazem comunistas como os de antigamente.


Alguém sabe dizer quando afinal a Liga das Escolas de Samba vai prestar contas do dinheirão que recebeu dos governos estadual e municipal? Não demora já se começa a falar do carnaval 2010 e a prestação de contas cai no esquecimento.
Gente, é dinheiro público. O povo precisa saber como foi gasto. Ou não?

Não passa de lari-lari a lei que estabelece o horário de funcionamento de bares, boates e similares em Macapá. Os tais continuam funcionando até de manhã. E pior: vendendo bebida para pré-adolescentes.

Embrapa lança livro em braile

O primeiro livro da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), editado simultaneamente nas versões em tinta e em braile, será lançado em Belém (PA), nesta quarta-feira( 25). A obra “Livro para pescaria com linha de horizonte” é de autoria do poeta e engenheiro florestal Paulo Vieira, com ilustrações e projeto gráfico de D’Arcy Albuquerque e tradução da Fundação Dorina Nowill.

O evento será no Centur, às 19h. Foram convidados os estudantes e professores da Unidade Técnica José Álvares de Azevedo – escola especializada em atendimento a portadores de deficiência visual.

Dirigido ao público infanto-juvenil, a obra não exclui os adultos como leitores potenciais. O livro reúne poesias que chamam a atenção sobre os riscos da destruição que a Amazônia enfrenta a cada dia. Árvores tagarelas, gigantes de cabeça verde, libélulas e grilos cantores, além da própria Amazônia, são alguns personagens da viagem pelo mundo das palavras, proposta na obra, que enxerga com os olhos da imaginação.

O livro é editado pela Embrapa Informação Tecnológica (Brasília/DF) em parceria com a Embrapa Amazônia Oriental (Belém/PA).

"Livro para pescaria com linha de horizonte" está à venda (R$ 70,00) na Livraria Embrapa (www.sct.embrapa.br/liv). Os pedidos podem ser feitos por meio do endereço eletrônico venda@cpatu.embrapa.br ou pelos telefones (91) 3204-1044 ou 3276-2307.
(Kátia Pimenta, da Assessoria de Comunicação da Embrapa-PA)

domingo, 22 de março de 2009

Blog do Noblat - cinco anos

Este é mês de festa para o jornalista Ricardo Noblat e seus milhares de leitores bem informados.
O blog do renomado jornalista – o mais lido e mais comentado da blogosfera brasileira - está completando cinco anos. Acompanho-o desde o início. Não tenho idéia de quantos milhares de posts ele produziu neste período, entre notícias, artigos, música, poesia (que bom ler um poema antes de dormir. Deixa a noite mais serena), charges, entrevistas e sua corujice como avô da pequenina Luana.
É através do blog do Noblat que, aqui do Amapá, me mantenho informada de tudo que rola neste brasilzão, inclusive das peripécias do Sarney.
Noblat respira notícia, corre atrás dela o dia inteiro e parte da noite. E o faz com imenso prazer. “Faço isso há 42 anos. Sou apaixonado pelo que faço”, diz ele. E fala dessa paixão citando Gabriel Garcia Márquez: "Pois o jornalismo é uma paixão insaciável que só se pode digerir e torná-lo humano por sua confrontação descarnada com a realidade.” Portanto, faz questão de deixar claro que correr atrás da notícia não é nada desgastante.
Desgastante mesmo, diz ele, é fazer, de madrugada, o clipping dos jornais. Mas para isso conta com a ajuda do filho Gustavo.
Parabéns, Noblat. Pra você e pra nós, claro.

Ganhei

Neste domingo preguiçoso, de chuva fina e friozinho, ganhei este selo da Ingrid Silva, do blog Guia de Bolso. Obrigada, querida, pelo mimo.
Pelas regras, agora tenho que repassar este prêmio para outros quinze blogs.
Então vamos lá:

Repiquete
Além do Release
Chico Bruno
Rostan Martins
Notícias Daqui
Chico Terra
Zany
Idéias de Jeca-Tatu
Ernani Motta
Neste Instante
Não me conte seus segredos
Contraponto
Pavulagem da Rô
Pedra de Clarianã
Diniz Sena

Bom dia!

Fui buscar no Lugar Bonito para alegrar teu domingo

sábado, 21 de março de 2009

Lembras?

“... do futuro que a gente combinou
Eu era tão criança e ainda sou
Querendo acreditar que o dia vai raiar
só porque uma cantiga anunciou...”

(Chico Buarque)

Senado - Os exonerados

Dos 181 diretores do Senado, 50 foram exonerados ontem, sexta-feira. É pouco ainda.
A exoneração destes 50 vai representar uma economia mensal de R$ 400 mil. As 131 diretorias que permanecem representam gastos mensais de R$ 1,048 milhão, ou seja, cerca de 12 milhões por ano.

Eis os exonerados:

1 - Antônio Helder Medeiros Rebouças - Secretaria de Coordenação Técnica e Relações Institucionais
2 - João Roberto Pereira Baere Júnior - Gabinete da Consultoria
3 - Francisco de Assis Freitas Pires Sabóia - Subsecretaria de Administração Financeira
4 - Flávio Romero Moura da Cunha Lima - Subsecretaria de Anais
5 - Nina Lúcia de Lemos Torre - Subsecretaria de Registro a Reuniões de Comissões
6 - Andre Goes Bakaj Rezende - Subsecretaria de Planejamento e Execução de Convênios
7 - Ricardo Macedo - Subsecretaria de Convergências Tecnológicas
8 - Francisco Guilherme Thees Ribeiro - Subsecretaria de Elaboração de Autógrafos e Redação Oficial
9 - Afonso Celso Vieira de Queiroz - Subsecretaria de Obras
10 - Denise Zaiden Santos - Subsecretaria de Pesquisas e Desenvolvimento de Estudos e Projetos
11 - José Milton de Moraes Neto - Subsecretaria de Policia Ostensiva
12 - Alex Anderson Costa Nobre - Subsecretaria de Proteção às Autoridades
13 - Carlos Guilherme Fonseca - Subsecretaria de Publicações Oficiais
14 - Petrônio Barbosa Lima de Carvalho - Subsecretaria de Tecnologia da Informação
15 - Gerson de Souza Lima Filho - Secretaria Técnica de Eletrônica
16 - Leife Gonçalves Montalvão - Secretaria Técnica de Eletrônica
17 - Antonio Carlos Amorim da Costa - Gabinete da Secretaria de Assistência Médica e Social
18 - José Neves de Araújo - Subscretaria do Instituto Legislativo Brasileiro
19 - Paula Cunha Canto de Miranda - Diretoria Geral Adjunta
20 - Marcos Antônio Kohler - Presidência do Senado
21 - Sonibel Pastrana Pereira Rabelo - Coordenação de Análise de Notícias
22 - Nilo Amaro Barros dos Santos - Coordenação Rádio Agência
23 - Cláudia Dias Costa França - Coordenadora de Comunicação Institucional
24 - Aricelso Lopes - Coordenador de Atividade Policial
25 - Francisco Carlos Melo Farias - Coordenação de Apoio Aeroportuário
26 - Elias Lyra Brandão - Coordenação de Administração de Residências
27 - Antônio Carlos Nogueira Filho - Coordenação de Pesquisas e Apoio Técnico
28 - Ronaldo Wagner Carmona - Gabinete da Secretaria Especial de Editoração e Publicações
29 - Claudionor Moura Nunes - Subsecretaria de Apoio Técnico
30 - Rui Oscar Janiques - Subsecretaria de Atendimentos aos Gabinetes de Senadores
31 - Claudio Silva Miranda - Subsecretaria de Antendimento de Informações Administrativas Especiais
32 - Marcos Aurélio Correia - Subsecretaria de Apoio Técnico e Relações Institucionais
33 - Luciana Duarte de Sant’Anna Xavier - Subsecretaria de Documentação e Arquivo
34 - José Dantas Filho - Subsecretaria de Planejamento e Fomento
35 - Edson Luiz Abrego - Subsecretaria de Gestão de Documentos
36 - Sidnei José Kronenberger - Subsecretaria de Instalações Especiais
37 - Flávio Roberto de Almeida Herringer - Subsecretaria de Redação da Ordem do Dia
38 - Antonio Alberto de Carvalho - Subsecretaria de Arquivo Permanente
39 - Paulo Elísio Brito - Subsecretaria de Administração Patrimonial
40 - Maria de Fátima Araújo - Secretaria de Estágios
41 - Antonio Carlos Costa Santos - Advocacia do Senado
42 - Antonio Marcos Mousinho Souza - Coordenadoria de Processos Judiciais
43 - Edna de Souza Carvalho - Secretaria Técnica Eletrônica
44 - Helena Celeste Ribeiro Lustosa Vieira - Subsecretaria de Pesquisa e Recuperação de Informações Institucionais
45 - Maria de Fátima Campos Ribeiro - Subsecretaria de Pessoal Inativo
46 - Pedro Eneas Guimarães Coelho Mascarenhas - Gabinete da Subsecretaria de Infra-Estrutura Tecnológica
47 - Carlos Alberto Campos Marques - Gabinete de Coordenação e Execução
48 - Paulo Fernando dos Santos Moniz - Gabinete de Coordenação e Execução
49 - Edmilson Ferreira da Silva - Gabinete de Coordenação e Execução
50 - Cristiane Tinoco Mendonça - Gabinete de Coordenação e Execução

sexta-feira, 20 de março de 2009

PF faz Operação Aimara na fronteira

Em ação conjunta com as forças militares da França (exército, aeronáutica e marinha francesa), a Polícia Federal, com apoio também do Ibama desencadeou desde o dia 13 uma ação preventiva no Oiapoque que faz fronteira com a Guiana Francesa. A operação encerrou hoje.
A operação “AIMARA” tem como meta coibir a pesca ilegal, pirataria, porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e combater de forma ações depredatórias da natureza na região fronteiriça, pois a baía de Oiapoque é considerada um grande ecossistema, responsável pelo nascedouro de diversas espécies de peixes e animais, um manancial indispensável para a preservação da pesca em todo o litoral Norte do Brasil.
A operação foi decidida após reunião com os representantes do Governo Francês, que se dispôs em colocar uma frota com um navio patrulha (o “La Capricieuse”), com armamento interno de dois canhões e duas metralhadoras 762; três lanchas costeira de vigilância também equipadas com duas metralhadoras 762; e um helicóptero.
A operação teve início na madrugada do dia 13, em que do lado brasileiro, duas lanchas somaram-se ao efetivo francês nas águas do rio Oiapoque.
Vários barcos pesqueiros no lado da Guiana Francesa surpreendidos realizando pesca ilegal, abandonavam as redes de pesca e rumavam para o lado do Brasil, onde já eram aguardados pela Polícia Federal e Ibama.
Todas as embarcações fiscalizadas estavam sem a documentação necessária para a prática de pesca comercial.
Em sete dias de operação foram fiscalizados 11 barcos, tendo como resultado a apreensão de 3 toneladas de pescado, além de dezenas de quilômetros de rede de pesca e a apreensão de uma embarcação pesqueira que estava navegando sem qualquer documentação, sendo conduzida até a sede da Polícia Federal em Oiapoque/AP.

(Assessoria da Comunicação da PF-AP)

A família tá em festa

Minha amada e linda sobrinha Alane (na foto com os pais Alcione e Vilma Cavalcante na festa de formatura) colou grau ontem em Fisioterapia pela Faculdade Seama e todos nós estamos festejando mais esta conquista.
Parabéns, minha linda. E muito sucesso na carreira profissional.
A titia aqui está muito orgulhosa de você.

Tá no Estadão

Sarney criou 70% das 181 diretorias

Rosa Costa, no jornal O Estado de S.Paulo


O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), encabeça os atos que criaram pelo menos 70% dos 181 cargos de direção da Casa que ele diz, agora, querer diminuir. A proliferação das diretorias e seus anexos com salários elevados se deu, sobretudo, entre 2003 e 2005, quando o parlamentar comandou a instituição pela segunda vez.

Sarney multiplicou, por exemplo, a gestão da então Secretaria de Comunicação, quando seu nome foi trocado para Secretaria Especial de Comunicação Social. Hoje o órgão comporta 20 cargos de direção.

A pulverização dos cargos chegou ao ponto de criar uma coordenação do Jornal Semanal, coletânea de notícias divulgada na segunda-feira, repetindo reportagens sobre atividades dos parlamentares divulgadas ao longo da semana e outras tidas como especiais.

Sarney foi ainda pródigo na transformação de várias outras subsecretarias em secretarias. É o caso das secretarias de Biblioteca, Telecomunicações, Comissões, Especial de Informática do Prodasen, Finanças, Orçamento e Contabilidade, Segurança Legislativa e outras. Cada uma delas municiada com subsecretarias e outros cargos anexos - todos considerados de direção.

Na transformação da Subsecretaria de Pesquisa e Opinião Pública para secretaria, por exemplo, as seis funções comissionadas foram transformadas em "funções comissionadas de Secretários de Coordenação e Execução", nível FC-8, elevando seus ocupantes à categoria de "diretores adjuntos".

Segundo a assessoria de Sarney, a proliferação de cargos na época se justificava. A área administrativa do Senado apresentava pacote de demandas de cargos, o que era referendado pelos senadores da comissão diretora da Casa. De acordo com a assessoria, "eram vistos como meros atos burocráticos".

Ex-presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) encabeça ato de 2006 que modificou a estrutura da Secretaria-Geral da Mesa, abrindo várias subsecretarias, entre elas a Subsecretaria de Revisão Taquigráfica do Plenário.

O atual ministro das Minas Energia, Edison Lobão (PMDB), deixou igualmente suas marcas nos três meses em que ocupou a presidência do Senado, quando da renúncia do então titular Jader Barbalho (PMDB-PA), em 20 de julho de 2001. Lobão entregou o cargo ao senador Ramez Tebet, dia 21 de setembro. Mas antes ele transformou a subscretaria de Recursos Humanos em Secretaria de Recursos Humanos e com isso promoveu João Carlos Zoghbi, marido da sua chefe de gabinete, Denise Zoghbi.

João Carlos Zoghbi deixou a secretaria na semana passada porque não deu explicações razoáveis para justificar o empréstimo de um apartamento funcional a seu filho.

Lembras...

quando o Marco Zero era assim e a gente brincava
de atravessar de um hemisfério para o outro?

Do blog Visão Crítica

A barata no bico da galinha

“Estou me sentindo que nem barata em bico de galinha”. A frase, verdadeira confissão de desconforto, foi dita pelo presidente do Senado, José Sarney, o inefável, inexprimível e inexpressável representante do Amapá, autor do deslocamento de funcionários da segurança senatorial para São Luís, a pretexto de protegê-lo da sanha assassina de algum leitor inconformado com a prosa literária do imortal de fardão. A imagem da barata no bico da penosa provoca a imaginação: baratão enorme, de antenas compridas e irrequietas, de asas marrons lustrosas, de patas como serras, de cabeça pequena e calva…e de bigodes abundantes. Sim, um baratão bigodudo, diferente das outras de sua espécie, mirradas, maranhenses, quase formigas em sua pequenez.(Leia mais)

Estopim

Da coluna From, no Diário do Amapá:
Um motivo a mais para o crescimento no consumo de Isordil — pra quem caminha sobre gelo fino, claro.
O recado que Montenegro mandou do fundo do cárcere, ontem, por um empresário amigo, que o visitava na cela:
— Quando sair, promovo uma festa de arromba e convoco toda a imprensa amapaense para uma coletiva.
Mas não disse se vai dar nome aos “bois”.

DNPM cria comissão para fiscalizar a MPBA

O Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) vai criar uma Comissão Interdisciplinar para realizar uma fiscalização técnica e financeira na Mineradora Pedra Branca do Amapari (MPBA). A informação é do deputado federal Sebastião Rocha, o Bala (PDT-AP). Ele diz ainda que a empresa será obrigada a encaminhar, mensalmente, ao Órgão relatório mensal sobre os procedimentos adotados para a implantação da nova usina de processamento do material rochoso para extração do ouro existente nas rochas.
De acordo com o parlamentar – que anunciou essas medidas logo depois de audiência com o diretor geral do DNPM, Miguel Cedraz –, o objetivo é evitar que a MPBA adie em demasiado a capitalização, projeto técnico e cronograma físico-financeiro da obra a ser executada. “Estaremos o tempo todo de prontidão, em contato permanente com os membros da Comissão, para que o nosso povo não sofra mais um revés em sua luta pelo desenvolvimento do Amapá. Por isso a necessidade de ficarmos em alerta permanente, principalmente para sabermos se a intenção da empresa em retomar a lavra é verdadeira”, diz o deputado.

Amapá será pioneiro em teleconferência nos julgamentos de recursos trabalhistas

Pedro de Paula Rodrigues, especial para o blog

O Amapá será o primeiro Estado da Federação a adotar o sistema virtual de vídeo teleconferência nos julgamentos de recursos trabalhistas. A garantia foi dada no final da tarde desta quinta-feira, 18, pelos desembargadores federais do trabalho Francisco Sérgio Rocha e Marcus Losada ao presidente da OAB/AP, Washington Caldas, durante encontro na sede do Tribunal Regional do Trabalho, em Belém. Acompanhado pela desembargadora federal Sulamir Monassa, que é amapaense, Caldas cumpriu extensa agenda, que resultou em várias conquistas para o Estado, que incluiu audiência com a desembargadora presidenta do TRT da 8ª Região, Francisca Formigosa.
O desembargador explica que "o projeto é encampado pelo TST, que será gerenciado pelo TRT8º, como projeto piloto, cuja implementação será realizada pioneiramente em Macapá/AP". A proposta do vídeo Conferência para a sustentação oral à distância, é de iniciativa do TRT da Oitava Região, e o processo nasceu na comissão de informática do Tribunal Regional. Para o desembargador Sérgio Rocha, o projeto "é uma revolução a ser implementada e vai ser em Macapá, com a participação da OAB".
Além do pioneirismo na implantação do recurso virtual, que permitirá aos advogados e advogadas trabalhistas a fazerem sustentação oral nos recursos sem a necessidade de se deslocarem à capital paraense, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil obteve da presidenta do TRT, a promessa de instalação, em breve, da sala dos advogados no novo Fórum Trabalhista de Macapá. O pedido foi feito em 2005 e desde lá vem sendo reiterado por Washington Caldas, junto àquele Tribunal. Outro pedido da OAB que foi atendido de imediato pela desembargadora presidenta é a ampla divulgação dos plantões de fins de semana em Macapá, o que até então não vinha sendo feito, o qual permitirá ao advogado interpor medidas urgentes, como: pedido de bloqueio ou desbloqueio, mandado de segurança, habeas corpus etc. Caldas, também reivindicou que a OAB do Amapá, também tenha assento e voz nos eventos oficiais do Tribunal e participação nos concursos públicos, para juízes do trabalho.
Washington Caldas aproveitou a ida a Belém para apresentar a manifestação da OAB/AP no processo RMA 00617-2008, que tramita naquele Tribunal, de interesse da classe dos advogados trabalhistas e jurisdicionados amapaense. O processo trata da reclamação feita por Washington Caldas pela não realização de audiências às sextas-feiras, por causa do deslocamento de juízes para Belém aos finais de semana, o que na opinião de Caldas, prejudica a tramitação de processos em Macapá. Por não concordarem com a exigência de trabalho às sextas-feiras, os juizes trabalhistas, através da AMATRA III - Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da Oitava Região, insatisfeitos com a decisão da corregedoria do Tribunal Oitavado, que, em atendimento ao pedido feito pela OAB, determinou que os juizes trabalhistas não se ausentem de Macapá aos finais de semana, recorreram da decisão do Tribunal, inclusive, "fora do prazo", conforme revelou o Presidente da OAB do Amapá, que se manifestará sobre as razões do recurso.

terça-feira, 17 de março de 2009

Diga aí, Kiara!

"Não sei se vocês concordam comigo, mas acho o macapaense um povo bastante nostálgico. É só ligar o rádio num fim de semana qualquer que escutamos quase que em todas as emissoras, programas como flash back, amnésia, entre outros. Pra quem me conhece sabe que nostalgia não é o meu forte, é claro que tenho saudades como qualquer um outro, mas nem de longe posso me considerar uma pessoa nostálgica. Mas entre meus amigos mais próximos em Macapá, temos uma brincadeira que poderia ser chamada de “a nostalgia”, e foi dela que eu lembrei quando a Alcinéa me mandou o convite pro “Diga Aí”:
Tudo começou numa tarde quando liguei pra um amigo e perguntei onde ele estava e ele sem saber dizer ao certo o nome da rua, saiu com essa: “Aqui na Dubom, bem na frente do Cine Palácio!” e claro, morri de rir, até porque foi bem eficaz, vez que soube na hora onde ele estava. Depois disso, virou brincadeira constante falar nomes antigos de lugares e bairros de Macapá que não existem mais, ou até mesmo de pessoas que já se foram, mas com todo respeito, é claro. Pra citar alguns exemplos: “Fulano, estou indo lá pras bandas do Supermercado Rorró ou do Bronzwick , quer carona?”, “Vou na casa de um amigo meu, fica na frente da Cobal!”, “Vamos tomar um suco no gato Azul ou lá no Tipiti”, “Ciclano mora ali no bairro alto...”, eu mesma digo que “meus pais são vizinhos do Seu Veridiano”... E por aí vai. Claro que tem algumas das quais eu só sei de histórias contadas lá em casa pelo Seu “Hernani da Farmácia”. Quem é daqui sabe de tudo que estou falando, e deve estar rachando de rir. Mas engraçado mesmo é ver a cara de quem não é daqui ou mesmo dos mais novos que perguntam com cara de espanto “O Que?!!!” (rsrsrsrs).
No entanto, é uma boa maneira de começar uma gostosa conversa sobre Macapá com aqueles que não sabem onde é nenhum desses lugares que falei. Assim a gente vai perpetuando a Macapá de outros tempos... E como dizia o Seu Waldir Carrera: E tenho dito!” rs ;)"


Kiara Guedes é professora de inglês, diretora da escola de idiomas PBF e poeta. Mantem o blog Neste Instante (nesteinstante.blogspot.com)

segunda-feira, 16 de março de 2009

Bom dia!

"Bons amigos, bons livros e uma consciência indolente: essa é a vida ideal." (Mark Twain)

Vida de repórter

O blog hoje bate um papo rapidinho com o poeta e jornalista Paulo Ronaldo Almeida, editor do jornal “a Gazeta”.
Baixinho, fala mansa, jipeiro, amante de esportes radicais, poeta dos bons e bom contador de piadas, Paulo Ronaldo está no jornalismo há 13 anos e já tem um monte de histórias para contar.
Agora está às voltas com um processo na Polícia Federal. Foi acusado de desacato à autoridade quando cobria uma das operações da PF, dessas feitas para desarticular quadrilha de corruptos.


O começo - Entrei no jornalismo em outubro de 1996, no Jornal Diário Marco Zero. O convite veio do José Marques Jardim. Já éramos amigos e tínhamos feitos uma exposição da I Mostra de Poesia Marginal, no Alexandre Vaz Tavares, o nome era uma referência ao movimento Poesia Marginal, surgido na década de 70.
Comecei como digitador. Mas um dia faltou um repórter e o Jardim pediu que eu fosse para a rua fazer polícia. Fui no Hospital de Emergência. Bom, o primeiro dia é sempre difícil. Transcrevi o texto do policial escrito no livro de ocorrência e passei o resto do dia batendo cabeça. Acho que ficou uma merda porque o Jardim reescreveu tudo. Mas, fui ficando, ficando e acabei sendo contratado.

Uma matéria inesquecível - Se tivesse que escolher uma matéria que fiz, escolheria uma que mostrou as mães sentadas em um banco de madeira e segurando seus filhos doentes no Hospital de Emergências, que na época se chamava Pronto Socorro, isso era 1998, época do governo Capi, quando o Diário do Amapá batia direto nele.
A matéria gerou repercussão e o promotor Pedro Leite mandou apurar a denúncia e constatou que além daquele problema, havia outros. O inquérito foi concluído seis meses depois da matéria ser publicada e ele abre com a reportagem feita por mim com as fotos do Samuel Silva, que ainda continua no Diário. No inquérito o promotor sugere ao governador que fosse construído um lugar exclusivo para atender crianças de 0 a 14 anos, surgindo meses depois o PAI (Pronto Atendimento Infantil). Me orgulho disso.

O maior mico que já pagou - Acho que o maior mico foi uma vez que o Douglas Lima (Diário do Amapá) me pautou para fazer uma matéria sobre o Vestibular. Tava começando a fazer matérias de cidades, antes só fazia polícia. Ai perguntei pra ele, quem eu deveria procurar. Ele respondeu: “Procura o Daves.”
E lá eu fui para a universidade procurar o tal de Daves e depois de algumas respostas negativas, já que ninguém conhecia essa pessoa, foi que o vigilante me chamou e disse: Daves é um departamento e não uma pessoa. Aí que fui ver que Daves era Departamento de Apoio ao Vestibulando.

Uma matéria interessante - Fui na lixeira pública há uns cinco anos, fazer aquelas velhas matérias de final de ano. E lá conheci um casal que tinha começado o namoro catando lixo. Fiz o texto contando a história dos dois e coloquei título o “Lucia e João: o amor que nasceu no lixo”. Foi legal.

O maior desafio - Ser editor de um jornal diário sem dúvida nenhuma é um grande desafio para qualquer profissional, mas o grande desafio meu foi quando o jornal entrou em crise financeira e muitas vezes tive que fechar a edição praticamente sozinho. Depois perdi o que eu considerava meus pilares dentro da redação: Lorena, Elder e Ângelo. Foi a partir deste ponto que eu tive realmente mostrar minha capacidade. Porque sem equipe tinha a missão de colocar o jornal todos os dias nas bancas e com qualidade. Algumas vezes conseguia outras não.

Paulo Ronaldo já trabalhou nos jornais Diário Marco Zero (repórter de Polícia), Jornal dos Municípios (Editor de Polícia e Cultura), Diário do Amapá (repórter de cidade e polícia), O Liberal-Amapá (repórter de cidade). Na televisão foi redator e chefe de reportagem do programa jornalístico "Meio Dia", da TV Marco Zero (SBT).
Tem dois livros de poesias publicados: Poesia Marginal (em parceria com José Marques Jarim) e Do Outro lado do Rio. Figura na coletânia "13 contistas da Amazônia", editada pela Universidade Federal do Pará e um de seus contos foi leitura obrigatória para o vestibular da Universidade Federal do Amapá em 2006.

E se você quer saber mais alguma coisa sobre o Paulo Ronaldo deixe sua pergunta na caixinha de comentários que ele jura que vai responder com prazer.

Resolvam!

O prefeito Roberto Góes e o governador Waldez Góes, junto com assessores, bateram perna sábado no bairro Novo Horizonte.
Segundo a assessoria do prefeito, nesta caminhada a comitiva fez várias paradas para verificar problemas como ruas alagadas, sucatas com focos de dengue, falta de abrigos nos pontos de ônibus, irregularidade na coleta do lixo e outras situações.
Agora que já viram, já sabem, já conhecem a situação, que resolvam os problemas.

E logo!
Né não?

Alerta!

Avisa aí pro formigueiro que o tamanduá tá chegando.
"Dizque" vem rezar.

Chora, João!

"O governo do Estado não cumpriu com os convênios. Não fiz um governo melhor porque não honraram compromissos que fizeram comigo."
(Ex-prefeito João Henrique, ontem no Diário do Amapá)

Pra quem bebe

A Brahma faz festa hoje em Macapá, a partir das 20h no F1 Lounge Bar, para lançar a cerveja Brahma Fresh.
Quem já provou diz que a nova cerveja tem sabor mais suave e refrescante, própria para regiões quentes.

Da coluna From, no Diário do Amapá

Então, tá
De tanto levar “chá de banco”, um empresário, enfim, descobriu fórmula mágica para acessar gabinete de um importante secretário governamental.
Ante recusa, “por estar em reunião”, pediu pra ser anunciado como “professor dele de balé — e que estava ali para lhe entregar um par de sapatilhas que encomendara”.
Foi recebido de imediato.

"Eu faço cultura" traz Nando Reis e oficinas a Macapá

O maior projeto cultural do Brasil financiado com recursos do Imposto de Renda de Pessoa Física está de volta! Depois de dois anos de sucesso, o Eu Faço Cultura volta a percorrer o Brasil a partir deste mês. Mais de 30 cidades receberão as atividades do projeto que vai levar oficinas gratuitas para as comunidades dos quatro cantos do país. Nos dois primeiros anos de realização, o Eu Faço Cultura conseguiu atingir mais de 160 mil pessoas entre participantes das oficinas e espectadores dos shows. A grande participação e apoio dos empregados da CAIXA, mobilizados pelo Movimento Cultural do Pessoal da CAIXA (MCPC) motivou a continuação do projeto, que começa a percorrer o Brasil a partir do próximo dia 25 de março.

A primeira cidade a receber a programação cultural é Macapá, que se agitará com as oficinas e o show de Nando Reis, que marca e encerra as atividades do Eu Faço Cultura. Para as oficinas, são oferecidas 40 vagas cada uma. Após as aulas, 10 alunos da oficina de música farão a apresentação de abertura do show de Nando Reis. As oficinas serão ministradas pelo grupo Indústria Brasileira e pelo DJ Leandronik

O Eu Faço Cultura (EFC) é uma iniciativa da Federação Nacional das Associações de Empregados da CAIXA (FENAE) que, por meio do Movimento Cultural do Pessoal da CAIXA (MCPC), mobilizou, no final de 2008, mais de sete mil empregados da instituição. Os colaboradores, empregados ativos e inativos, são, há três anos, um dos maiores financiadores da cultura no país ao destinar parte do IRPF devido ao projeto por meio da Lei Rouanet (8313/1991), que instituiu o Programa Nacional de Apoio à Cultura (PRONAC). A união dos empregados da CAIXA arrecadou mais de R$ 2,3 milhões que serão sendo investidos na execução do projeto ao longo deste ano.

A iniciativa da FENAE pretende realizar, em todo o Brasil, mais de 30 semanas culturais compostas por oficinas de música e produção musical. Além das oficinas, as cidades contempladas recebem artistas como Nando Reis, Monobloco, Jorge Aragão, Zeca Baleiro, Biquini Cavadão, Vanessa da Mata, Roupa Nova, entre outros. Os artistas convidados farão o encerramento das atividades culturais do Eu Faço Cultura em cada uma das cidades contempladas.

O grande volume de participação de Pessoas Físicas no Movimento Cultural do Pessoal da CAIXA motivou o apoio da empresa parceira CAIXA SEGUROS, que também utilizando a Lei Rouanet, se tornou patrocinadora do Eu Faço Cultura, como pessoa jurídica.

O projeto Eu Faço Cultura 2009 vai passar pelas seguintes cidades: Macapá (AP), Belém (PA), Rio Branco (AC), Porto Velho (RO), São Luis (MA), Teresina (PI), Chapecó e Florianópolis (SC), Governador Valadares, Uberlândia e Belo Horizonte (MG), Manaus (AM), Boa Vista (RR), Goiânia (GO), Porto Alegre e Caxias do Sul (RS), Rio de Janeiro (RJ), Vitória (ES), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Salvador e Itabuna (BA), Aracajú (SE), Maceió (AL), Fortaleza (CE), Natal (RN), Recife (PE), João Pessoa (PB), Palmas (TO), Brasília (DF), Curitiba e Cascavel (PR), São Paulo e São José do Rio Preto (SP).

Oficinas
Nos dias 25 e 26 de março, entre as 18h30 e 22h30, será realizada oficina de música com o grupo Indústria Brasileira. O conjunto tem como objetivo principal divulgar a música brasileira, seus principais compositores e intérpretes, em um formato de música instrumental. A oficina vai abordar ritmos como o samba, choro, baião, afoxé e até batidas funk. Será deste workshop que serão selecionados os participantes da abertura do show do cantor Nando Reis. O grupo Indústria Brasileira é formado por Esdras Nogueira no sax e flauta, Leo Barbosa na percussão, Marcus Moraes no violão, Wlad El Afiouni no baixo e Rafael dos Santos na bateria. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site www.eufacocultura.com.br até o dia 24 de março.


Também nos dias 25 e 26 de março, entre as 18h30 e 22h30, será realizada a oficina de produção musical com o Dj Leandronik. A oficina vai apresentar as etapas da produção musical desde a pré produção, processos de gravação, mixagem e também apresentar formas de composição de músicas utilizando o computador. O objetivo é estimular o interesse dos participantes em dar continuidade à prática da produção musical. Leandro Ferrer ou DJ Leandronix é compositor e produtor musical há 20 anos e tem um trabalho voltado ao hiphop. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site www.eufacocultura.com.br até o dia 24 de março.

Show com Nando Reis
O cantor e compositor Nando Reis apresenta, dia 27 de março, o show que encerra as atividades do projeto Eu Faço Cultura em Macapá. Na abertura do show, apresentação do Indústria Brasileira junto com 10 alunos da oficina de música.
Nando Reis apresenta show Luau MTV, dia 27 de março, no Ceta Eco Hotel. O Luau funciona mais ou menos assim: amigos reunidos, violão e um punhado de hits. Para Nando Reis, o projeto Luau MTV tem um gostinho especial, já que foi ensaiado na sua casa de praia, em Ubatuba, São Paulo, e gravado na Praia Vermelha, também no litoral norte paulista.
(Luis Flávio Luz, da assessoria do Eu Faço Cultura)

sexta-feira, 13 de março de 2009

Boa noite!

“Qual seria o anel do poeta,
se o poeta fosse doutor?
- Uma saudade brilhando
na cravação de uma dor”

(Catulo da Paixão)

quinta-feira, 12 de março de 2009

Quem se importa com a dengue?

No dia 5 postei aqui que um levantamento do Ministério da Saúde sobre dengue mostra o Amapá entre os seis estados em que os casos dispararam em janeiro e nas duas primeiras semanas de fevereiro. Em relação ao mesmo período do ano passado o número de casos cresceu mais de 100%.
Apesar dos números do Ministério da Saúde, divulgados nacionalmente, no Amapá as autoridades fazem boca de siri e parece que não tomam nenhuma providência.
Lembram do Proden? Um medicamento pesquisado aqui no Amapá, no laboratório da Unifap, para tratar os sintomas da dengue? Você não encontra em nenhum posto de saúde ou hospital daqui.
Dia desses, para tentar encobrir o descaso do governo com a saúde, foi contada a lorota de que o medicamento ainda não foi providenciado pelas secretarias de saúde do município ou do Estado porque não está registrado na Anvisa. Mentira deslavada!
O Proden tem registro na Anvisa, sim senhor, e postos de saúde do Rio de Janeiro, São Paulo e outros estados, já estão abastecidos do medicamento, que inclusive já está sendo exportado para Guatemala, Cuba, El Salvador e Venezuela e outros países.

Ouvi por aí...

que os deputados estaduais Dalto Martins e Edinho Duarte, ambos do PMDB, estão comprando a TV Mani, da família do senador Gilvan Borges (PMDB).

O fogo amigo

Nas esquinas, na feira, nos bares e nos corredores, principalmente do poder, só se fala na peia que o vice-governador e secretário de saúde, Pedro Paulo Dias, vem levando nos últimos dias da base de apoio do governo na Assembléia Legislativa e da imprensa aliada.
O que eu acho disso?
Essa briga, com certeza, não é para garantir algum benefício para o povo. Não é mesmo.

Bom dia!

" O Poeta é um fingidor.
Finge tão completamente,
Que chega a fingir que é dor ,
A dor que deverás sente..."
(Fernando Pessoa)

terça-feira, 10 de março de 2009

Bom dia!

"Se alguém te perguntar o quiseste dizer com um poema, pergunta-lhe o que Deus quis dizer com este mundo." (Mario Quintana)

"Guardadinho"

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente descobriu que um trator havia sumido e saiu à procura. Um trator daqueles - usado para roçar mato – não é tão difícil de esconder.
Procura daqui, procura de lá, e eis que encontra a máquina na casa do irmão do ex-secretário municipal de meio ambiente.
“O trator tava guardadinho aqui, eu só estava esperando a Semam se manifestar para devolvê-lo”, teria dito, sem piscar, o dono da casa.
Por causa desse “excesso de zelo” o secretário Eraldo Trindade vai encaminhar o caso ao Ministério Público, Procuradoria do Município e Polícia.

Tem mais

Eraldo Trindade já detectou que um telão, computadores, máquina digital, um carro e até um fogão industrial também sumiram da Semam.
Estão “guardadinhos” em lugares incertos e não sabidos, mas que ET jura que vai achá-los.

Afinal esconder coisas desse tamanho não é como guardar uma agulha num palheiro. Né não?

Isso me faz lembrar...

que certa vez, tá fazendo mais ou menos uns 20 anos, sumiu um caminhão zerado do Corpo de Bombeiros em Macapá.
O comandante do CB ficou conhecido por estas bandas como "o maior mágico do mundo", pois fazer sumir um caminhão daqueles não era coisa para qualquer mandraquezinho.
Hoje eles fazem sumir prédios e até avião.

Pensando bem...

"Amapá: se murar vira hospício e se cobrir vira circo."
(Yashá Gallazzi, aqui)

Semana da poesia (2)

Timidez
Manoel Bispo Corrêa

Existe a tua formosura
Enclausurada no riso timidez
De flor de lis, de flor lilás
De flor de luz nascente.

Existe a porta do céu aberta
E o teu coração morrendo à míngua
Existe uma declaração de amor eterno
Na ponta da minha língua.


Poço do Mato II
Ademir Pedrosa

Moleque eu fui feliz, de brisa, sombra e vento.
Brinquei com a ocra do Poço e dei formas e cores
aos meus sonhos: ora azuis ora furta-cores,
pintei o sete, moleque, na asa do vento.


Súbito, acinzentou-se tudo pelo vento:
águas turvas na cacimba e cinzentas cores
de ardósias, tão sinistras e tão vagas cores,
como se fossem cinzas sopradas ao vento.


Catei, às pressas: boné, bola e cata-vento;
todos os meus brinquedos e o meu gibi em cores,
e os protegi do tempo, da chuva, do vento,


dos insetos e dos homens. Juntei as cores
todas dos meus sonhos e espalhei tudo ao vento...
meu Poço do Mato inundou-se em luz e cores.


Entardecer
Alcinéa Cavalcante

Te prometo, Poeta,
que no próximo entardecer
vou pintar um arco-íris
pra deixar tua tardezinha
menos triste.
Hás de sentir que o entardecer
pode ser tão belo
quanto o alvorecer
que ilumina teu rosto
e abre sorrisos no teu olhar.
Presta atenção, Poeta,
esta hora não pode entristecer a tua alma
porque é o momento solene
no qual Deus apaga o sol
para acender a lua e as estrelas.
Principalmente aquela estrela
que tanto te encanta
quando estás
tecendo sonhos
e versos
na
madrugada.

segunda-feira, 9 de março de 2009

Bom dia!

"O poeta é um jornalista da alma humana."
(Affonso Romano de Sant'Anna)

Semana da poesia no blog

Começa hoje aqui no blog a Semana da Poesia para comemorar o Dia da Poesia, que transcorre dia 14, sábado.
E começamos lembrando da Antologia Modernos Poetas do Amapá, lançada em junho de 1960, reunindo os mais importantes poetas do início do Território Federal do Amapá: Alcy Araújo, Álvaro da Cunha, Aluízio da Cunha, Arthur Neri Marinho e Ivo Torres. Intelectuais que demarcaram, como área de cultura, um território ainda jovem. Foi a primeira iniciativa, no gênero, cultivada na linha setentrional do país.
Publico abaixo recorte do jornal Amapá (que recebi de presente do poeta Paulo Tarso) noticiando o lançamento da Antologia em Belém do Pará, na livraria Dom Quixote.
O lançamento em Belém foi bastante concorrido e contou com a presença de estudantes, intelectuais, professores, jornalistas e dos nomes mais importantes da literatura paraense como Bruno de Menezes, Haroldo Maranhão, Max Martins, Rodrigues Pinagé e Georgenor Franco - que saudou os amapaenses em nome da Academia Paraense de Letras.Alcy Araújo, meu pai (de terno branco, óculos, à direita) falou em nome dos modernos poetas do Amapá.


Da Antologia Modernos Poetas do Amapá

Poema com destino à Noruega
Alcy Araújo

Eu ando com a cabeça baixa e dolorida
tateando na sombra dos guindastes
o corpo flácido das mulheres das docas
dentro das noites do cais.
Por que passam por mim tantos
marinheiros, navios, ondas balouçantes?
Se eu pudesse
descansaria a cabeça dolorida
num saco, num fardo, numa caixa,
depois escreveria um poema simples
e montava-o na onda com destino à Noruega.
E a moça loira
que o lesse ao sol da meia-noite
não saberia que sou negro
funo liamba
e tenho as mãos revoltadas e calosas.

Não me peças, Maria
Aluízio da Cunha

Não me peças, Maria,
um poema de amor,
profundamente musicado pelas rimas.
Não me peças, Maria,
um poema de amor.
Olha, Maria,
os jatos perturbaram
a melodia nascente
da primeira canção deste poeta.

Poema III
Arthur Neri Marinho

Não mais no quadro negro
o tempo de criança.
A escola isolada
desapareceu.
As meninas casaram
ou ficaram no mundo,
os meninos viraram homens,
uns de pés descalços,
uns de mãos vazias.
Minha mestra, onde anda?
Que problema difícil
de solucionar.

Muro
Ivo Torres

Olhos que buscam uma paisagem
no ninho árido da primeira saudade.
Mãos que se chocam
no frio vazio
de um antigo calor.
Sombras alienadas que se desesperam
à procura do corpo inaugural.
Flores à cata de perfume.
Palavras querendo uma voz.
Enquanto a vida sorri,
lá fora,
milionária de saúde.

Ciúme
Álvaro da Cunha

não sabe a flor
das varzéas da Indonésia
a frustração
do meu olfato ocidental.

sábado, 7 de março de 2009

Adeus, companheiro


O corpo do professor Paulo Melo foi encontrado na manhã de hoje.
Paulo estava na embarcação que naufragou na tarde de quinta-feira perto de Mazagão.
O enterro será hoje mesmo.

Dia da Mulher (2)

MINHA AMADA IMORTAL
“MEU ANJO, MEU EU, MEU OUTRO SER”
Hildemar Jorge Mauro


(Do filme “Minha amada imortal”, de 1994, de Bernard Rose – Sinopse: “Após a morte de Beethoven, seu maior amigo e admirador começa a procurar a amada imortal, figura presente nas cartas do compositor”).

Mulheres, seres especiais, muito especiais, totalmente especiais, minha humilde homenagem em todos os dias da vida, a vocês que, depois de Deus, tornaram-se a motivação maior de vivê-la.

Quisera poder abraçá-las, uma a uma, longa e fortemente. Dizer dessa admiração, desse respeito, da honra e do privilégio de poder conviver com vocês. E agradecer, agradecer e muito por tudo que fizeram, ainda fazem e continuarão fazendo por nós. Pedir perdão pelas inúmeras vezes em que lhes faltamos com respeito, pela nossa falta de sensibilidade em não saber ouvi-las e compreendê-las e em não saber tratá-las com educação e cavalheirismo; pela nossa falta de paciência em não procurar entendê-las; pela violência estúpida, cruel e injustificada de muitos de nós contra muitas de vocês; pedir perdão por não saber amá-las verdadeiramente, por não saber ser colega, companheiro, irmão, amigo, namorado, marido, pai, avô, homens, enfim.

Há tanto a dizer, não para engrandecê-las, pois já o são pela própria natureza, mas para fazer justiça e propor reparação: daqui por diante procurar nunca mais magoá-las, buscar incessantemente o cumprimento de todos os direitos humanos que lhe são devidos e, principalmente, a amá-las, pois quem ama respeita, tem sensibilidade, tem paciência, é educado e cavalheiro, não agride de forma alguma, é compreensivo, é tolerante, é amável, é carinhoso, é gentil, é espirituoso, é agradável, é meigo, sabe fazer rir, sabe fazê-las felizes.

Quisera ter o dom de saber me expressar melhor para melhor homenageá-las. Da mesma forma que reverenciamos uma mulher, mãe de um certo menino nascido em Nazaré, eu as reverencio, orando a Deus para que as proteja, as abençoe e nos permita ser melhores homens para lançar-lhes um olhar todo especial, como quem olha para Deusas.
Parabéns a cada uma de vocês.